Image for post
Image for post

Podem me julgar, mas eu acho muito engraçada as atitudes do povo dito “consciente político” brasileiro.

As pessoas parecem cavalos com aqueles tampões de olhos. Só olham pra um lado, enquanto distribuem coices para o outro.

Também pudera! Criaram taaantos partidos políticos que fica quase impossível conhecer a todos.

As coligações juntam tantas siglas que decora-las se torna uma tarefa de ator de novelas. Dessas que duram meses, com textos longos e desgastantes.

Fizeram tanta questão de dividir a população brasileira em apenas dois lados, que para um partido menor aparecer, é necessário que seu representante seja quase um show man. A tv não mostra, as rádios não comentam… resta apenas a internet como último recurso. Mas vejam vocês a ironia, os senhores(as) com mais idade, logo, com mais poder de compra/ influência na movimentação da economia, logo, mais ativos politicamente, logo, importantíssimos para os resultados da urnas mais seguras do mundo ( espero que tenham percebido a ironia novamente) não estão presentes ativamente na internet.

Uns por trabalharem muito e não disporem de tempo o suficiente para garimpar bem as notícias, outros por realmente não serem muito abertos ao mundo tecnológico. Em fim, o motivo não importa, o que importa é que essas pessoas que não estão nesses partidos de grande representatividade ( entenda representatividade por dinheiro e influência ) acabam não chegando ou não passando confiança suficiente pra essa grande parcela de pessoas ( votos ) tão preciosas.

Constatei em uma pesquisa para esse post, que atualmente 42% da população brasileira ainda não tem acesso à internet. Isso já exclui mais uma parte significativa da população.

No mais, queridos leitores, quero que entendam que não estou tentando fazer nenhum tipo de campanha para ninguém. Mas gostaria de pedir encarecidamente que nas próximas eleições, sejam elas municipais ou federais, tentem procurar por alternativas. Existem tantos por aí. Lógico que no Brasil, ultimamente, as campanhas tem sido definidas através da barganha do menos pior. Isso é natural, devido à falta de opções que temos. Mas ainda assim, temos a possibilidade de mostrar realmente nossa intenção de mudança partindo para mudança real. E para que de fato seja mudança, é necessário olhar para frente e não ficar garimpando no passado o que teoricamente melhor assistiu à classe a qual você acha que faz parte.

No mais, sejam felizes e cuidem de seus cães!

Estudante de psicologia, comunicador, blogueiro e músico.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store