Dólar atinge maior valor da história do Real.

Image for post
Image for post

Me lembro como se fosse ontem o furor que causou na população o anúncio de que nossa moeda passaria a ter o mesmo valor que a moeda das terras do Tio Sam. Isso tudo depois de várias tentativas consecutivas e frustradas de equilibrar nossa economia e acabar com a inflação feitas pelo senhor José Sarney.

De cruzado a cruzado novo. De cruzeiro a cruzeiro novo, de repente, plano Collor. Deus do céu, como eu queria só ter conhecido essa parte da história através de livros! Porém, como esse assunto é tão pesado quanto esse que estamos falando agora, acredito que é melhor não misturar as coisas.

Tiraram o Collor e o Brasil veio a conhecer o senhor Itamar Franco. E junto com ele uma tal de URV ( unidade real de valor ) , acho que era isso mesmo que significava essa sigla. Mas sejamos sinceros, a sigla pouco importa perto da loucura que era tentar entender aquilo. Eu confesso que não entendo até hoje. Me lembro da existência, mas não ouso tentar explicar algo que não conheço.

Nesse momento, um senhor que era ministro da fazenda , chamado senhor Fernando Henrique Cardoso via seu nome correr pelos quatro cantos do país, sendo a ele creditado a “paternidade do plano real”.

Esse plano finalmente nos traria um tanto de dignidade, caso fosse levado até o fim e ao pé da letra. Num dado momento, nossa moeda passou a valer exatamente a mesma coisa que o dólar. Junto a isso, uma certa liberdade de portos e comércio fez com que o mercado fosse se aquecendo novamente.

Havia um clima de entusiasmo no ar e as pessoas voltaram a acreditar que o país seria o país do futuro novamente. Uma pena isso não ter durado. Isso rendeu ao senhor Fernando Henrique Cardoso a cadeira da presidência da república.

Dali em diante algumas coisas aconteceram. O tão falado “projeto de perpetuação de poder” , herdado pelo atual governo, começou a acontecer. O primeiro mensalão que se tornou escândalo também aconteceu desse período e a reeleição foi instituída.

O tempo foi passando, a ilusão foi se perdendo. Os investidores começaram a sumir e o país estava exatamente como está agora. Sim, essa comparação é inevitável!

Porém, naquela época isso foi um prato cheio para o partido do atual governo crescer. Se espelhou que nem água a esperança no coração das pessoas e, da mesma maneira que em um momento anterior, houve um refresco e uma renovação de esperanças em uma “nova forma de gerenciar o país” através de um novo grupo.

Durante um tempo vimos que era o mais certo a se fazer naquele momento. O presidente Luis Inácio Lula da Silva entregou a faixa presidencial à sua sucessora com mais de 80% de aprovação. Sim, meus jovens, eu disse mais de 80%!

Aprovação essa que foi posta ao chão com os atuais 8% que a senhora Dilma Rousseff vem enfrentando.

Escrevi isso tudo com o intuito de provocar você, leitor ( a ). Te provocar a pensar um pouco e refletir sobre a nossa situação atual.

Os que me conhecem sabem que em outros tempo estaria usando esse texto para enaltecer o governo atual. Porém isso ficou em outros tempos. Agora não dá mais!

Mas algo me diz que também não dá mais para permitir que o mesmo grupo que entregou um país exatamente como o nosso país está hoje para seus sucessores voltem e cometam os mesmos erros.

Minha provocação é para que olhem para os lados e vejam que não existe somente o PT e o PSDB por aqui. E se conseguirmos encontrar em outro partido com a visão social de um e a visão econômica do outro teríamos a certeza de que estaríamos novamente no momento certo.

Pensem um pouco! Quem sabe encontraremos as pessoas e o partido certo antes do dólar baixar.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store