Não tenho muito tempo de vida, estou beirando os 32 anos de idade e sei que isso não passa do começo. Em dados momentos da aquela impressão de já ter vivido coisas que pessoas de 80 anos não viverão ( o que não deixa de ser uma verdade ), mas em muitos ( imagine esse muito com muitos “us” pra representar bastante intensidade, tipo: muuuuuuuuuitos ) momentos da uma sensação de não saber nada da vida.

Lá fora está chovendo bastante, meu cachorro quer passear e minha mãe fica vidrada na novela. Eu gostaria de levá-lo, mas a chuva realmente não deixa.

Hoje é segunda-feira, 2 de novembro, dia de finados e eu estou aqui escrevendo. Um pouco pra exercitar a escrita e um pouco para passar um tempo, mesmo que virtualmente com meus amigos.

Hoje é 2 de novembro, daqui a pouco menos de vinte dias completo 32 anos e estou naquele momento de revisão das coisas. Hoje eu comecei a planejar novos rumos para o futuro. Nada muito grande, aprendi com o tempo que manter os pés no chão evita quedas muito grandes. Mas acho que mesmo aos 32 anos ainda tenho direito de sonhar, não só de sonhar como de tentar tornar real esse sonho.

O resto desse texto só o tempo vai poder escrever, junto comigo e minhas escolhas e atitudes. Venho mantê-los atualizados por aqui.

Obrigado pela atenção e até breve.

Written by

Estudante de psicologia, comunicador, blogueiro e músico.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store